Rasputin - O monge mais famoso da história Russa


Grigori Iefimovich Novy (1869-1916) foi um monge, fanático religioso e místico russo. Personagem poderoso do final da era czarina foi favorito da corte do czar Nicolau II e Alexandra Feodorovna. Ganhou fama de ter poderes sobrenaturais, foi chamado de “o monge maluco”.

Grigori Rasputin (1869-1916) nasceu na Rússia, no dia 22 de janeiro de 1869. Filho de camponeses foi registrado com o nome de Grigori Iefimovich Novy. Ainda pequeno chamava a atenção dos moradores do vilarejo em que vivia que acreditavam que ele tinha poderes hipnóticos e de cura. 

Na adolescência foi para o mosteiro de Verkhoture, nos Montes Urais, para se tornar monge, mas não completou os estudos, se casando com 19 anos de idade. Devotado à religião ganhou a reputação de homem santo entre os camponeses.

Em 1903 mudou-se para São Petersburgo e logo ganhou fama quando foi procurado pelo czar Nicolau II e sua esposa a czarina Alexandra Feodorovna para curar os sangramentos do filho Alexei que sofria de hemofilia

A família real russa em 1915: o czar (esquerda) e sua mulher Alexandra (sentada) com os filhos Alexei, Olga, Tatyana, Maria e Anastasia 

Com habilidades para acalmar o príncipe, diminuindo seus sangramentos, conquistou a confiança dos czares e durante cinco anos passou a exercer o papel de conselheiro da czarina.

Grigori Rasputin influenciava a czarina Alexandra Feodorovna que defendia sua presença na corte, na crença de que só ele era capaz de salvar a vida de seu filho. Rasputin interferiu também na igreja e nos assuntos de estado, nomeando ministros, ao mesmo tempo, que os derrubava.

Além de seus poderes sinistros Rasputin era acusado de indecente e incontrolável, uma vez que se dizia capaz de livrar as mulheres de seus pecados e dormindo com elas as ajudava a encontrar a graça divina. Recebeu seu apelido, que significa “debochado”, pela vida imoral que levava. 

O que não faltou em sua vida foram acusações e desavenças por causa de seu comportamento. Não demorou muito, sua presença no palácio acabou por gerar críticas e rumores contra a família real. Em 1914 sofreu seu primeiro atentado, foi esfaqueado e milagrosamente sobreviveu.

Grigori Rasputin fez a previsão de que a Rússia cairia em desgraça durante a primeira Guerra Mundial, o que levou Nicolau II a abandonar a corte para comandar o exército, em 1915. Ele e a czarina governavam a Rússia e foram responsáveis, em grande parte, pelo fracasso do imperador em contornar a onda de descontentamentos que antecederam à Revolução Russa.

Em 30 de dezembro de 1916, um grupo de nobres organizou uma cilada, e Rasputin acabaria envenenado por cianureto durante a refeição. Outras versões contam que o monge ingeriu cianureto em quantidade para matar cinco homens, mas não morreu, sendo fuzilado e ainda vivo foi jogado no rio, que estava parcialmente congelado.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...