Grandes Filmes baseados em fatos reais



A realidade é a base de toda boa ficção. Filmes são enriquecidos com tramas baseadas em fatos reais. Ano após ano, os telespectadores podem esperar uma rica produção de títulos na forma de biografias ou dramatização de eventos da atualidade. De Lawrence da Arábia e Sully a Todos os Homens do Presidente e Sem Dor, Sem Ganho, esta lista reúne os melhores filmes clássicos e contemporâneos inspirados em acontecimentos verdadeiros.

“HACKSAW RIDGE” – 2016


Combinando habilidosamente fé e realismo, Hacksaw Ridge baseia-se na incrível história de Desmond T. Doss, o médico voluntário pacifista (e, portanto, desarmado), que salvou 75 soldados abandonados nas linhas de frente durante a Segunda Guerra Mundial. Difícil de acreditar que precisou de 70 anos e de um cineasta australiano, Mel Gibson, para que este herói de guerra americano fosse imortalizado na telona.




“INVOCAÇÃO DO MAL” – 2013

Invocação do Mal, de James Wan, conta com as estrelas Patrick Wilson e Vera Farmiga como os investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren. Embora as descobertas do casal nunca tenham sido confirmadas, este filme bem elaborado é baseado em fatos reais da década de 1970 envolvendo uma família assombrada por uma entidade demoníaca.Os Warrens, demonólogos renomados pelo envolvimento deles no Horror em Amityville, tiveram seus casos retratados em vários filmes, mais recentemente em Annabelle e nos Invocação do Mal 1 e 2.


“CAPITÃO PHILLIPS” – 2013

Um filme de ação convincente e violento dirigido por Paul Greengrass, Capitão Phillips conta a história do sequestro de Maersk Alabama, um enorme navio cargueiro tomado por um bando de pescadores somalis que, por circunstâncias desesperadas, recorreram à pirataria.Melhorado por reedições espetaculares das manobras de defesa do navio (a cena de canhão de água sozinha já faz assistir o filme valer à pena), este suspense se esforça para fazer um retrato honesto e equilibrado dos piratas, figuras tão frequentemente desumanizadas pela mídia em geral.


“MONSTER – DESEJO ASSASSINO” – 2003

O primeiro longa-metragem escrito e dirigido por Patty Jenkins (que lançará seu segundo filme como diretora este ano, Mulher Maravilha), Monster – Desejo Assassino conta a história arrepiante de Aileen Wuornos, uma prostituta americana condenada à morte por assassinar sete de seus clientes. Com base em uma longa correspondência entre Jenkins e Wuornos durante os últimos doze anos de prisão, o filme continua a ser a performance mais extraordinária e aclamada pela crítica da carreira de Charlize Theron.


“LAWRENCE DA ARÁBIA” – 1962

Lawrence da Arábia conta a história do jovem e carismático oficial britânico T.E. Lawrence (Peter O'Toole), que heroicamente levou a revolta árabe à vitória contra os turcos durante a Primeira Guerra Mundial. Filmado no deserto da Jordânia, Marrocos e Espanha, cuja luz dourada colabora incrivelmente para a transformação de um oficial em um príncipe árabe, este filme de David Lean está entre os mais deslumbrantes da história do cinema.



“A LISTA DE SCHINDLER” – 1993

Buscando imortalizar as vítimas do Holocausto e a memória de um de seus heróis, Steven Spielberg aceitou dirigir A Lista de Schindler, um projeto pelo qual ele se recusou a receber um salário. No que se tornou o filme mais assistido e elogiado sobre a Shoah, Liam Neeson brilha como Oskar Schindler, o empresário alemão que salvou mais de mil judeus da deportação para campos de concentração, empregando-os em suas fábricas.



“SEM DOR, SEM GANHO” – 2013


Por mais improvável que possa parecer, Sem Dor, Sem Ganho baseia-se, de fato, em uma fraude real que teve consequências catastróficas. Michael Bay aproveita todas as oportunidades para nos lembrar o absurdo da história, substituindo amplamente a comédia e os exageros pela verdade, em um filme que dá um novo significado à frase “sem dor, sem ganho”.



“TOURO INDOMÁVEL” – 1980


Esta adaptação fiel da autobiografia do lutador de boxe Jake LaMotta é o melhor filme de boxe da história do cinema e a produção mais emocionante da carreira de Martin Scorsese. Robert De Niro treinou com o próprio Jake LaMotta para ficar em forma para as suas cenas de luta – e depois ganhou 30 quilos para retratar LaMotta em seus últimos anos.




“UMA HISTÓRIA REAL” – 1999


Dirigido por David Lynch, Uma História Real conta a incrível história de Alvin Straight (Richard Farnsworth), um homem velho que viaja quase 400 quilômetros em um trator cortador de grama para fazer uma última visita ao seu irmão que está à beira da morte. O final feliz da história é superado pelos encontros de Alvin ao longo de sua jornada, os verdadeiros destaques deste filme simples e pungente.



“ELEFANTE” – 2003


Baseado no massacre escolar de Columbine, Elefante não é estritamente uma reconstituição, mas sim uma resposta artística ao terrível tiroteio. Gus Van Sant não faz nenhum comentário, em vez disso, nos conduz discretamente atrás de seus personagens enquanto eles atravessam os corredores de sua escola.




"NASCIDO EM 4 DE JULHO" – 1989

Um jovem patriota decidido a defender seu país, Ron Kovic é ferido e fica paraplégico na Guerra do Vietnã. É a história dele que o polêmico (e talentoso) Oliver Stone traz para a telona com o grandioso Nascido em 4 de julho, no qual Tom Cruise faz uma atuação inesquecível como o soldado que vira ativista. Em um gesto que ressaltou a sinceridade do filme, o verdadeiro Ron Kovic deu a Cruise a sua Estrela de Bronze no último dia de filmagem.



“POLYTECHNIQUE” – 2009


Através de cenas de estudantes aterrorizados, salas cheias de gritos, cortes abruptos e iluminação discreta, Denis Villeneuve recriou o horrível dia de dezembro de 1989, quando Marc Lépine matou a tiros 14 mulheres na École Polytechnique de Montreal em um brutal ato de misoginia.






O ESCAFANDRO E A BORBOLETA” – 2007


Ao longo de um verão, Jean-Dominique Bauby, preso em um corpo que ele podia sentir, mas não mais controlar, ditou um livro somente piscando o olho esquerdo que narra sua condição. As estrelas de adaptação cinematográfica são Mathieu Amalric, que conquistou aclamação internacional por sua atuação poderosa, e Marie-Josée Croze, que está excepcional no papel de fonoaudióloga de Bauby.



“ENTRE OS MUROS DA ESCOLA” – 2008


Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes de 2008, Entre os Muros da Escola, de Laurent Cantet, inspirou-se nas experiências do ator principal e roteirista François Bégaudeau, ex-professor de francês em uma escola desfavorecida de Paris e autor do livro em que o filme se baseia. O filme deve muito do seu charme ao seu elenco não profissional, cujos diálogos são repletos de espontaneidade.



“TODOS OS HOMENS DO PRESIDENTE” – 1976

Embora o filme seja antigo e volte suas lentes para redações de jornais tumultuadas e cheias de fumaça de cigarros, Todos os homens do presidente traz nuances raras e brilhantes para o retrato dos principais atores por trás de notícias cruciais.Produzido em colaboração com o jornal The Washington Post, onde os jornalistas Bob Woodward e Carl Bernstein (interpretados por Robert Redford e Dustin Hoffman) descobriram o escândalo de Watergate, a obra-prima de Alan J. Pakula é, antes de mais, um tremendo filme sobre jornalismo.


“HOMENS E DEUSES” – 2010

Homens e Deuses retraça em detalhes bastante precisos as semanas finais dos monges trapistas franceses do mosteiro de Tibhirine antes do sequestro deles em 1996 durante a Guerra Civil da Argélia. Se você está esperando um filme tedioso cristão, pense novamente: o drama de Xavier Beauvois é belo, doloroso, encantador e fascinante, ao mostrar como as crenças humanistas dos personagens os levaram ao seu destino trágico.



“O EXPRESSO DA MEIA-NOITE” – 1978

O Expresso da Meia-Noite relata a experiência na prisão de Billy Hayes, um americano que foi condenado por autoridades turcas a uma pena de 30 anos depois de tentar contrabandear dois quilos de haxixe. Caracterizado por um tipo de violência particularmente sádica, o filme, dirigido por Alan Parker e escrito por Oliver Stone, contribuiu em grande parte para a queda do turismo na Turquia nos anos que se seguiram ao seu lançamento.



“SULLY” – 2016

Em 15 de janeiro de 2009, o voo 1549 da US Airways fez uma aterrisagem dramática (e sem vítimas) no rio Hudson, deixando todo mundo impressionado, isto é, exceto a companhia aérea, que perdeu uma aeronave e ficou com a reputação manchada. A adaptação Hollywoodiana de Clint Eastwood foca na subsequente investigação interna para averiguar se o capitão Sullenberger, ou “Sully”, tomou a decisão certa. Além de uma atuação impecável de Tom Hanks, o filme possui uma edição hábil que revela gradualmente os eventos do acidente à medida que a investigação se desenrola.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assinar: Postar comentários (Atom)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...