O roubo da Mona Lisa de Da Vinci


Há obras de arte que valem muito dinheiro. E há algumas poucas que têm uma importância tão grande para a cultura que é quase impossível lhes atribuir um valor monetário.


O retrato da Mona Lisa, feito por Leonardo da Vinci, é uma dessas de valor inestimável. 

O mais incrível é que uma das mais cobiçadas obras primas da humanidade foi furtada por um homem só, sem nenhum plano mirabolante.




O maior roubo de todos os tempos foi cometido pelo italiano Vincenzo Peruggia, que trabalhava como faxineiro no Museu do Louvre, em Paris (França), onde o quadro está exposto.


Com a missão, segundo ele, de simplesmente devolver para a Itália o quadro que havia sido roubado por Napoleão, Peruggia, durante seu turno de limpeza, simplesmente tirou a Mona Lisa da moldura, a enrolou e a levou para casa.


Isso tudo aconteceu em 21 de agosto de 1911. Durante dois anos de investigação, a polícia francesa não conseguiu nenhuma pista substancial que a levasse até o faxineiro.


Somente em 1913, quando Peruggia finalmente tentou vender a obra por US$ 95 mil a um comerciante de artes e ao curador de um museu italiano, a Mona Lisa foi recuperada e ele acabou preso.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...