O lendário trem Nazista carregado de Ouro


Caçadores encontram lendário tesouro nazista

Um tesouro que muitos caçadores buscavam ao longo do tempo parece ter sido finalmente encontrado. Isso é o que alegam dois homens que dizem ter achado 300 toneladas de ouro, entre outras preciosidades, dentro de um trem de guerra nazista, de acordo com a imprensa polonesa. A dupla exige 10% do valor pela descoberta.

A história de que haveria um trem nazista recheado de tesouros fazia parte do folclore local desde o final da Segunda Guerra Mundial. Diz a lenda que as preciosidades estariam perto do castelo de Ksiaz, onde hoje fica a cidade de Wroclaw, no sudoeste da Polônia.


Segundo a imprensa local, o trem possui pequenas torres com armas ao longo dos seus 150 metros de comprimento. Estima-se que no seu interior estariam 300 toneladas de ouro, informação que só será confirmada após uma inspeção de autoridades da região. 

De acordo com a historiadora Joanna Lamparska, sempre existiu na área rumores de que um trem nazista teria desaparecido em um túnel, repleto de ouro e "materiais perigosos". Ao que tudo parece é uma descoberta que faria inveja a Indiana Jones.


LENDÁRIO TREM CARREGANDO TESOURO NAZISTA TERIA SIDO ENCONTRADO NA POLÔNIA. O TREM DE 150 METROS TERIA SIDO ENCONTRADO EM UMA REGIÃO MONTANHOSA POR DUAS PESSOAS, QUE CONTRATARAM ADVOGADOS PARA GARANTIR 10% DO VALOR DO TESOURO.


Duas pessoas afirmam ter encontrado um trem carregado de joias, pedras preciosas e armas que pertenceriam ao governo nazista.

A descoberta foi anunciada na cidade polonesa de Walbrzych. As autoridades foram contatadas por advogados representando um cidadão polonês e um alemão que teriam encontrado um trem nas montanhas. Segundo os advogados informaram a agências de notícias, trata-se do lendário trem desaparecido há 70 anos, quando os nazistas lançaram um último esforço para esconder seu tesouro das forças soviéticas.

De acordo com a lenda local, o trem carregando pedras preciosas e armas teria saído de Breslau (rebatizada de Wroclaw e agora parte da Polônia), no leste da Alemanha, rumo ao sudeste da Polônia em 1945. O objetivo seria cruzar as montanhas polonesas, para salvar o tesouro e usá-lo para reerguer o Nazismo em outra frente. O trem entrou no túnel próximo ao Castelo Ksiaz, na região montanhosa da Baixa Silésia, e nunca chegou ao destino, de acordo com a Radio Wroclaw.

O túnel teria sido fechado mais tarde e sua localização, esquecida.
“Advogados, exército, polícia e até bombeiros estão lidando com isso”, afirmou Marika Tokarska, uma representante do conselho distrital de Walbrzych à agência Reuters. “Essa área nunca havia sido escavada antes e não sabemos o que podemos encontrar.”


A empresa de advocacia afirma que o trem encontrado teria aproximadamente 151 metros de comprimento. Os advogados querem garantir que seus clientes ficarão com 10% do valor dos tesouros encontrados.

As autoridades não informam que tipo de objetos teriam sido achados no trem e nem confirmam que ele traria a inscrição Wehrmacht, referente ao exército nazista.

De acordo com a CNN, por se tratar de um trem militar, é possível que estivesse carregando armas, incluindo bombas não detonadas. As autoridades polonesas também levantaram a possibiloidade de que trouxesse achados da pesquisa em tecnologia nuclear nazista.

Para aumentar o risco da escavação, o túnel pode conter gás metano - criando o risco de uma explosão.

A imprensa local afirma que o trem estaria transportando até 300 toneladas de ouro. As forças nazistas enviaram 24 trens fretados de Budapeste rumo à Alemanha com ouro, prata e pinturas valiosas a bordo, confiscadas dos judeus húngaros. O total seria estimado em US$ 200 milhões.

O trem foi interceptado por soldados americanos. De acordo com uma investigação conduzida mais tarde pelo Exército dos Estados Unidos, os soldados teriam pegado parte dos objetos a bordo.

20/08/2015 11h47 - ATUALIZADA EM: 20/08/2015 12h41 - POR ÉPOCA NEGÓCIOS ONLINE


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assinar: Postar comentários (Atom)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...