A história da rede social Twitter


Uma história oficial e uma versão extraoficial, assim é o enredo que será apresentado neste artigo. De uma tentativa de reinventar uma empresa e, ao mesmo tempo, criar uma nova forma de trocar mensagens pelo celular foi criado o micro blog e rede social, Twitter. 

Evan Williams (@Ev) - Biz Stone (@Biz) - Jack Dorsey (@jack)

são os caras que, oficialmente, colocaram essa ideia no papel e fundaram essa forma de passar um pensamento, uma informação, uma notícia o mais objetiva possível, utilizando apenas 140 caracteres. Oficialmente, a história do Twitter se inicia com o ex-Googler Evan Williams que tinha um startup chamada Odeo e ele queria torná-la uma plataforma de podcasting. Para isso, convidou o seu amigo, outro ex-Googler, chamado Biz Stone, para acompanhá-lo nessa nova etapa. No entanto, quando a Apple lança o iTunes podcasting, a Odeo perdeu sua relevância. Nesse momento, Evan, Biz e mais um funcionário da Odeo chamado Jack Dorsey decidiram criar algo que chamaram de Twitter.


Mas, se detalharmos essa história, vamos ver que nem tudo foram flores nessa criação. E, como por aqui, a gente gosta de saber (e contar) tudo nos mínimos detalhes, vamos ao que interessa. Para entendermos a história do Twitter, primeiro precisamos explorar outra história a da Odeo. Algumas entrevistas dão conta de que a história do Twitter começa com Noah Glasses, empresário que começou a Odeo em seu próprio apartamento. Ele tinha um produto que, por meio de uma chamada telefônica, transformava a sua mensagem em um MP3 hospedado na Internet. Essa foi a tecnologia que desenvolveu a Odeo.  Junto com Charles River Ventures e cerca de uma dúzia de outros indivíduos, um dos primeiros investidores de Glass na Odeo foi um ex-funcionário do Google chamado Evan Williams. Williams era o investidor mais envolvido com a Odeo, tanto que ele levou a empresa para o seu antigo apartamento. Com a necessidade de contratar novos funcionários, a Odeo mudou-se novamente, mas dessa vez, para um escritório. Os primeiros novos funcionários foram uma tranquila web designer chamado Jack Dorsey e um engenheiro chamado Blaine Cook. Nesse momento, Evan Williams tornou-se CEO da Odeo. Em julho de 2005, Odeo tinha um produto: uma plataforma para podcasting.


Mas, não demorou muito para que essa fermenta fosse superada. No outono de 2005, a Apple anunciou a primeira iTunes que incluiu uma plataforma podcasting em cada um dos 200 milhões de iPods que a Apple acabaria vendendo. Na mesma época, os funcionários de Glass e Williams começaram a perceber que os podcasts não estavam sendo tão ouvidos quanto pensavam que seriam. Williams viu que o futuro da Odeo não estava em podcastings e, naquele mesmo ano, pediu aos funcionários da empresa ideias de uma nova direção a ser tomada pela Odeo. Os funcionários passaram um dia inteiro trabalhando em projetos. Logo uma ideia surgiu. Jack Dorsey, considerado por Glass uma das estrelas da equipe, sugeriu um produto completamente diferente, que girava em torno de status, mais especificamente o que as pessoas estavam fazendo em um determinado momento.  Um dia, em fevereiro de 2006, Glass, Dorsey, e um desenvolvedor alemão, Florian Weber, apresentaram a ideia de Jack para o restante da empresa. Tratava-se de um sistema onde se poderia enviar um texto para um número e ele seria transmitido para todos os seus amigos. O nome dado por Glass, primeiramente, foi Twttr. O que depois se tornaria Twitter. Depois da apresentação, Evan Williams ficou desconfiado sobre o potencial do Twitter e deixou que Glass ficasse responsável pelo projeto. Sobre a ideia inicial do Twitter não há dúvidas de que ela surgiu da mente de Jack Dorsey. No entanto, os primeiros funcionários e investidores da Odeo, também concordam que, inicialmente, ninguém na empresa era mais apaixonado pelo Twitter do que Noah Glass. Até março de 2006, o Odeo trabalhava com um protótipo do Twitter. No dia 21 de março deste mesmo ano, 

@jack enviou o primeiro tweet: "apenas a criação de meu twttr". (PARA TUDO E VAMOS CANTAR PARABÉNS PARA O TWITTER!!! SIM, ESSE MOCINHO ESTÁ COMPLETANDO HOJE DEZ ANOS DESDE O SEU PRIMEIRO TWEET! 1,2,3 E: Happy Birthday to you!!!!)

E, assim, nasceu uma revolução nas comunicações com uma notoriedade para a brevidade. Em setembro de 2006, o CEO da Odeo, Evan Williams escreveu uma carta aos investidores da Odeo. Nele, Williams disse que a empresa estava indo a lugar nenhum, que se sentia mal com isso, e que ele gostaria de comprar de volta suas ações. Além disso, disse que o Twitter era uma das peças de valor que via na Odeo, mas que era muito cedo para dizer o que aconteceria. Após quase dois meses do lançamento, o Twitter tinha menos de 5.000 usuários registrados e, por fim, confirmava que ainda assim investiria no Twitter, mas sabia que era difícil dizer o que justificaria o investimento de risco na Odeo. Com isso, Evan propôs comprar de volta as ações dos investidores da Odeo e eles concordaram com a recompra. Com isso, Evan comprou a empresa e o Twitter. O valor que ele pagou nunca foi relatado.

A escolha do nome 

O nome Twitter foi inspirado pelo Flickr, um serviço de compartilhamento de fotos. Outros nomes que foram considerados: FriendStalker e Dodgeball. A definição do dicionário para Twitter é "uma pequena explosão de informações inconsequentes" e "pios de pássaros". Jack Dorsey considerou um nome perfeito porque era exatamente isso o que o produto era. 


Postar um comentário
Assinar: Postar comentários (Atom)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...