Empresas procuram Talentos

Dentre as vertentes da missão do RH, ou melhor, de gestão de uma empresa em; reter, desenvolver e atrair talentos, a última em momentos de crise ou dificuldades mercadológicas é atenuada de maneira vertiginosa.

Por que?

Os motivos são diversos no mundo empresarial, mas nos últimos meses a preocupação com esse tema teve um aumento considerável nas empresas, ora somos chamados para ajudá-las na busca ou para identificar talentos.

Tanto um quanto o outro, buscar ou identificar talentos requer tempo e aplicação de ferramentas de RH para a execução dessa tarefa. Algumas empresas em conjunto com seus departamentos de RH´s se vêem em verdadeiros apuros e buscam auxilio de consultorias para, em verdadeiro passe de mágica, resolver a questão. Bem...a questão não é tão simples como aparenta ser ou pensam que é, a busca dos chamados talentos requer um conjunto de fatores de RH, que como tudo da vida, precisamos de tempo, processos, know how e estrutura.


Mas o que é um talento ou um profissional talentoso? Ao fazermos essa pergunta para o requisitante do serviço ouvimos, como um conto de fadas, uma série de adjetivos que num primeiro instante o perfil solicitado parece mais com um guerreiro mitológico que propriamente um mortal, devido a tantos adjetivos positivos, que nos perguntamos; existe esse profissional? 

Pois bem, em momentos de adversidades a mente dos solicitantes por esse serviço tornam-se mais fértil e mais carente por um salvador da pátria. Em verdade não é assim como muitas vezes desejamos que fosse, o conto de fadas no mundo competitivo e corporativo tem suas particularidades, existem talentos? Sim existem. É fácil encontrá-los?


Digamos... que até é em alguns casos? Mas ele virá para minha empresa? Aí é que entra o X da questão. Os “apelidados” talentos ou profissionais com competências que podem fazer a diferença em suas áreas de atuações, são normalmente, pessoas audaciosas , competentes tecnicamente, desbravadores e destemidos, entre outras qualidades, porém ainda assim são seres humanos com características a serem melhoradas. 

Dentro desse contexto a atração de talentos é um casamento entre interesses e realizações das partes, que devem estar compatível com as expectativa do contratante (empresa) e do contratado (talento), sem esse ganha-ganha o processo não se concretiza.
Podemos até utilizar um exemplo do mundo dos esportes para comparar com o mundo empresarial. 

Por que o Kaká, jogador brasileiro que atuava no futebol Italiano, não aceitou a 1ª proposta milionária e resolveu aceitar a proposta do futebol espanhol e jogar no Real Madrid? Porque a 2ª proposta ao Kaká, o jogador “talento” , lhe apresentou condições, que além de financeira, operacional para que seu talento fosse igual ou melhor aproveitado que seu antigo empregador, ou seja, o talento também escolha que clube ele quer jogar (trabalhar). 

Se a empresa que está em busca de talentos não oferecer condições de gestão adequada dificilmente será objeto de desejo ou atração à profissionais talentosos. Caso sua empresa ou departamento de RH estejam com dificuldades para encontrar talentos ou eles não permanecem por muito tempo no local de trabalho, aí vai um alerta, vocês já verificaram o modelo de gestão aplicado na companhia?

*Arlindo Felipe Jr. é diretor executivo do Grupo Soma
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...