Descubra a origem de 5 logos famosos


New York, New York



Todo mundo conhece alguém que conhece alguém que tem a famosa camiseta “Eu amo NY” (ou alguma versão adaptada para outra para outro lugar do mundo), mas pouca gente sabe que ela foi criada em 1981 pelo ilustrador nova-iorquino Milton Glaser.

A simples substituição da palavra “amor” pelo coração foi responsável por criar um dos símbolos mais reproduzido de toda a história.

Glaser nasceu na Big Apple em 1929 e é cofundador da conhecida revista “New York Magazine”.

Uma obra de arte



Ficamos tão acostumados a ver certas marcas no nosso dia-a-dia que esquecemos que algumas delas podem ser verdadeiras obras de arte. É o caso da logo do pirulito catalão chupa-chups, criado pelo famoso pintor surrealista Salvador Dalí.

Entre relógios derretidos e bigodes pontudos, o famoso pintor teve tempo para tomar um café com seu amigo Enrico Bernat, que reclamava que o pirulito que tentava lançar no mercado ainda não tinha um símbolo definido.

De acordo com os relatos de Bernat, Dalí começou a trabalhar naquele exato momento, e em uma hora foi capaz de conceber o símbolo rabiscando nas bordas dos jornais que tinha a seu redor (em troca de uma boa quantia em dinheiro, é claro). Ele insistiu para que a marca fosse colocada no topo do produto, e não nas laterais, como costumam fazer a maioria dos concorrentes. Isso garantiria que a imagem estivesse sempre voltada ao consumidor e não se rasgasse quando a embalagem fosse aberta.

Just do it



35 dólares: esse foi o preço pago à estudante de design Carolyn Davidson, em 1971, pela criação do símbolo que mais tarde seria mundialmente famoso como logotipo da Nike. Ela criou o conceito antes mesmo de se graduar na universidade de Portland, nos Estados Unidos.

Comenta-se que em 1983 ela teria recebido de presente da companhia um anel de diamantes com a marca criada por ela, e certa quantidade de ações da empresa, cujo valor não foi revelado.

Olha o passarinho!



O passarinho que simboliza a rede social Twitter é um dos poucos logotipos mundialmente famosos que custaram ainda mais barato que o logo da Nike. Pois é, você não leu errado não, o passarinho azul custou exatos 15 dólares! Ele surgiu a partir de uma imagem armazenada em um banco de dados, comprada por essa quantia – o artista responsável por sua criação, Simon Oxley, recebeu pouco mais de seis dólares. O logo sofreu pequenas alterações para se “modernizar” no início de 2011.

Aqui você pode descobrir quanto custaram outras marcas famosas que estamos acostumados a ver por ai.

Outras marcas também apostaram em modernizar um pouco suas aparências. Descubra aqui se você sabe relacionar os símbolos antigos com os novos.

Dinheiro na mão é vendaval
Talvez você não saiba, mas dois dos símbolos que você mais encontra por ai foram 0800, na faixa, não custaram nadica de nada: Google e Coca-Cola não pagaram nada para os criadores de suas logomarcas. No caso do Google, foi o próprio fundador, Sergey Brin, quem concebeu a ideia da marca, em 1998.



Já o autor do símbolo da Coca é Frank Manson Robinson, que era o escriturário de John Pemberton, o criador da bebida. Foi ele quem sugeriu que a logomarca fosse feita com a fonte Spencerian Script, que existia desde a metade do século XIX. Detalhe: ele não ganhou nada por isso.

Fonte: http://super.abril.com.br/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...